Notícias
Segunda-Feira, 17 de julho de 2017, às 12h:12min.
O agronegócio é vital para o Brasil
Por 
MARCELLO LEONARDI BEZERRA
É professor, economista, consultor e coordenador do departamento econômico da Acipa.
profmarcellolb@ibsf.com.br
(Instagram) - professormarcellolbezerra



Nunca na história deste país, a agricultura foi tão fundamental para economia brasileira, é o único setor econômico que se mantem positivo e em crescimento exponencial. Podemos afirmar de forma inequívoca que não temos crise neste setor, os volumes estão aumentando ano a ano, com ajuda da tecnologia, aumento do consumo interno e externo, dólar em alta e com recordes da exportação, ou seja, somente dados econômicos positivos neste setor. Tanto para o mercado nacional ou internacional, o que salva a lavoura é a agricultura. Inclusive um dos fatores que propiciaram a estabilidade dos preços alimentares e a deflação de junho, foi à safra recorde do país do inicio do ano. Se excluirmos a agricultura de nossa economia, sob todos os aspectos, principalmente de números, falo aqui de forma figurada, nosso país entraria num caos.

Normalmente as pessoas não observam, mas praticamente tudo e oriundo da agricultura podem citar o setor de insumos é puxado por vários itens como vacinas, medicamentos, sistemas de irrigação, sistemas hidráulicos, maquinários, indústrias automobilísticas, inclusive neste segmento o caso dos caminhões e tratores, tiveram um crescimento de 40% no último ano, com equipamentos de alta tecnologia, que propiciam o aumento da produtividade.

Esquecemos muitas vezes que a energia também vem do campo, como etanol, lenha, carvão e gás.

Temos ainda matéria prima de calçados, das roupas da indústria têxtil e dos  supermercados que basicamente tudo é do setor agroalimentar. Temos ainda o setor de fibras.

Mais notícias positivas, as projeções apontam para mais um recorde na safra de grãos em 2017 continuam aumentando e os últimos números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estimam que a produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas deverá atingir 240,3 milhões de toneladas. Estimativa em valores totais de R$ 190 bilhões.

A estimativa da área a ser colhida subiu 7% atingindo 61 milhões de hectares. Em 2016, a área colhida foi de 57,1 milhões de hectares. São esperados recordes na produção da soja e do milho. As previsões indicam que a safra da soja atinja 114,8 milhões de toneladas, resultado 19,5% maior do que a do ano passado, enquanto a do milho deverá atingir 97,7 milhões de toneladas, crescimento de 53,5%.

O PIB da agropecuária cresceu 13,4% no primeiro trimestre, o maior alta em mais de 20 anos. Esse avanço puxou a alta de 1% da economia brasileira no primeiro trimestre.

Com mencionado nos dados e analises, temos somente aspectos econômicos positivos neste setor da economia e com um detalhe pouco divulgado, não se tem desemprego, somente vagas e mais vagas em resumo a lavoura salvando a economia. Temos que melhorar em gênero, numero e grau as condições deste segmento para atingirmos a excelência, que reflete positivamente para o país como um todo.
Últimas Notícias